Máquina de Costura Singer Semi-Industrial ZigueZague – 20U

 



A Máquina de Costura semi-indutrial ziguezague, que também faz costura reta.

É de fácil manuseio, podendo ser utilizada em vários tipos de tecidos, efetuando várias funções diferentes. Pode ser utilizada para pregar zíper e botão, rebater elásticos em lingerie ou cuecas.  É própria para a confecção em tecidos de malha, na etapa de acabamento das peças. efetuar aplicações em tecidos em geral. Através de regulagem é possível efetuar bordados manuais com bastidores.  Sua configuração de fábrica é direcionada a trabalhos em tecidos leves e médios.

Características

– Costura facilmente para frente e para traz ajustando o sistema de alimentação reversa [retrocesso]
– Largura do ponto ajustável
– Comprimento do ponto de ajuste simples
– Sistema de transporte simples com retrocesso
– Pode ser regulada para bordadeira, ziquezague ou costura reta (exceto 20U-309)
– Sistema de Controle da posição da agulha para caseado (exceto 20U-309)
– Enchedor de bobina embutido

Modelos  20U-109

Velocidade máxima – 2,500 ppm
Largura do ZigueZague – 9.0 mm
Comprimento Máximo do Ponto – 5.0 mm
Tipo do ZigueZague – 2 passos e costura reta

Modelo – 20U- 112, 112C

Velocidade máxima – 2,000 ppm
Largura do ZigueZague – 12.0 mm
Comprimento Máximo do Ponto – 5.0 mm
Tipo do ZigueZague – 2 passos e costura reta

Modelo – 20u-309

Velocidade máxima – 2,500 ppm
Largura do ZigueZague – 9.0 mm
Comprimento Máximo do Ponto – 5.0 mm
Tipo do ZigueZague – 3 passos e costura reta

Para saber mais,  consulte:

Manual de Máquina de Costura Industrial Singer

Posted in Industriais, Máquinas de Costura, Singer, Zigue ZagueComments (3)

Máquina de Costura Industrial Reta Singer – 191D

A Máquina de Costura Reta Singer 191D serve para uma ampla gama de materiais de tecidos leves a pesados.

Características

Design exclusivo Singer
Sistema de lubrificação totalmente automático
Comprimento de ponto de ajuste simples pelo novo dial de ajuste
chapa da base do cabeçote com furos para fixação de aparelhos
Sistema de Transporte simples com retrocesso
Ajuste dda pressão do pé calcador através do parafuso graduado
Enchedor de bobina na mesa
Funcionamento suave e silencioso e de manutenção simples

Motor de Fricção de Alta Felicidade 1/2 HP

Diferença entre os modelos 191D 20 / 30 e 70 Lançadeira Grande

Posted in Industriais, Máquinas de Costura, Reta 191D, SingerComments (0)

Curso de Corte e Costura – Completo e Grátis!

Posted in Corte e Costura, CursoComments (16)

Organizando o Ambiente Para Começar a Costurar

Um lugar para cada coisa


Uma vez equipado o seu cantinho de costura com os elementos básicos, você pode agora se dedicar à tarefa de planificar a arrumação mais eficiente para os materiais e utensílios, aproveitando o melhor possível o espaço disponível.

Como em qualquer local de trabalho, o segredo da planificação está cm colocar à mão tudo aquilo que provavelmente será necessário, considerando prioritários os objetos a que recorre constantemente. Certamente você desperdiçará tempo e energia se. cada vez que precisar da tesoura ou de um novo carretel de linhas, tiver de se levantar da cadeira.

Procedendo a uma planificação lógica e cuidadosa, conseguirá poupar esforço e assim aumentar a sua eficiência e o seu prazer em costurar. Dedique-se a esta tarefa com espírito científico, como um especialista de métodos de trabalho ao organizar a linha de produção de uma fábrica.

Coloque-se na posição de trabalho junto à mesa de corte e pense no equipamento que provavelmente irá utilizar — papel de molde, tecido, alfinetes, giz de alfaiate, tesoura, etc. Procure tê-los ao seu alcance quando se deslocar em torno de mesa.

Sente-se à máquina e elabore uma lista de tudo o que utiliza normalmente quando costura — acessórios da máquina, linhas, fitas, botões, colchetes e diversos, tesoura, moldes e instruções, e todas aquelas pequenas coisas que variam de acordo com o tipo de trabalho em mãos.

Procure arrumar o material que anotou na sua lista de modo a alcançar facilmente cada objeto sem que tenha de se levantar da cadeira. Se a sua mesa de trabalho tiver gavetas, guarde nas de cima aquilo a que recorre com mais freqüência. Reserve as gavetas ou prateleiras inferiores para equipamento pouco utilizado e para retalhos.

Se, quando você trabalha à noite, usar uma lâmpada ou um foco ajustável, coloque-o de forma que o interruptor fique facilmente acessível.

Tenha ao seu alcance um cesto de papéis para manter o chão limpo c a superfície de trabalho livre de restos de material.

Uma vez que é impossível planejar um cantinho de costura para cada caso particular, procurou-se com as gravuras desta página e da p. 8 dar exemplos de como móveis e objetos de decoração podem ser inseridos no plano geral.

Com base no princípio de «um lugar para cada coisa e cada coisa no seu lugar», poderá adaptar estas sugestões ao equipamento de que já dispõe ou que pode conseguir facilmente.

Comodidade e Segurança

Se por um lado pouco ou nada pode sei feito em relação às dimensões e à forma do seu  cantinho de costura, por outro lado tal como acontece numa cozinha, o fato de criar a atmosfera apropriada contribuirá  significativamente  para minimizar quaisquer inconvenientes inevitáveis

Na decoração escolha cores claras, nos locais com pouca luz. As madeiras escuras podem tornar-se mais alegres se as cobrir com algumas demãos de tinta ou se as raspar até obter o tom natural.

Para costurar à máquina durante longos períodos, utilize uma cadeira cômoda e de espaldar reto. Uma cadeira de altura regulável do tipo utilizado em escritórios, pode ser útil se precisar ficar sentada ao cortar e passar ferro já que neste caso uma cadeira normal seria demasiado baixa.

Para aquecimento, evite usar aparelho de chama exposta ou que incluam elementos que  possam inflamar os tecidos. Um termoventilador com regulação de calor e frio aquece no inverno sem qualquer perigo e é útil no verão para refrescar.

Evite trabalhar num ambiente úmido pois a umidade pode provocar oxidação nos objetos metálicos ou o aparecimento de mofo nos tecidos. Para que a cor dos tecidos não se altere, proteja-os da luz solar direta. Não guarde couro em locais aquecidos onde este poderá ficar ressecado e, portanto, quebradiço.

Finalmente, o mais importante – A SEGURANÇA

Certifique-se de que os fios e as ligações a terra de toda a aparelhagem elétrica se encontra em perfeitas condições e utilize as tomadas apropriadas

NÃO DEIXE fios elétricos estendidos pelo chão em locais onde possa tropeçar nele.

DESLIGUE os aparelhos elétricos quando estes já não estiverem sendo utilizados.

GUARDE produtos lubrificantes e utensílios que possam ferir do alcance das crianças

Click aqui e também saiba quais são os compartimentos ideais para armazenar os materiais de costura.

Posted in Corte e Costura, Curso, Local, OrganizaçãoComments (0)

Equipamento Ideal Para Costurar

Em primeiro lugar, considere a mesa de corte, a superfície de trabalho mais necessária e de maiores dimensões e o ponto básico de toda a disposi­ção das peças do molde antes de cortar. O ideal seria uma mesa de corte exclusivamente para esse fim, solução inviável, a menos que disponha de uma dependência só para a costura.

Uma mesa dobrável é uma solução prática no caso de espaços mais reduzidos, pois quando não está em uso pode ser fechada e arrumada.

Caso tenha de trabalhar num quarto de dor­mir de pequenas dimensões e de utilizar a cama para proceder ao corte do tecido, cubra-a com uma placa de aglomerado de madeira com o tamanho máximo que permita guardá-la convenientemente sob a cama.

Para trabalhar mais comodamente, o tampo da mesa de corte deve ficar ao nível do seu coto­velo, caso você esteja de pé.

Em seguida, considere a máquina de costura. Uma vez que se trata de um objeto demasiado pesado para ser deslocado constantemente de um lado para o outro, o melhor será colocá-la na po­sição definitiva. Se a sua máquina não se encontra integrada num móvel, ou gabinete, mantenha-a sobre a superfície onde irá ser utilizada ou o mais próximo possível dela. Esta superfície, resistente e firme, deve encontrar-se a cerca de 75 cm do chão, medir 85-100 cm de comprimento e 45-50 cm de largura aproximadamente.

A costura tem como norma o cuidadoso em­prego do ferro em todas as fases do trabalho (v. pp. 14 e 15). É necessário, portanto, uma tábua de passar grande e sólida a melhor que puder adquirir. Onde o espaço for limitado, a tábua de passar quando não estiver em uso — pode ser pendurada na parede ou guardada num armário ou num guarda-roupa. Os ferros de passar a vapor com termostato são os mais indicados para assen­tar as costuras e pinças. Para tecidos pesados e para a confecção estilo alfaiate, utilize um ferro mais pesado.

Para quem confecciona a sua própria roupa é indispensável possuir um espelho de corpo in­teiro, que pode ser fixado na porta de um armário ou numa parede.

Conseguem-se com freqüência espelhos ade­quados por preços econômicos em lojas de mó­veis em segunda mão. A fixação do espelho a uma porta ou a uma parede, por meio de lâminas de suporte, não oferece grandes dificuldades. Ao esco­lher o local para a colocação do espelho, certifique-se se há espaço livre suficiente para se poder pôr à sua frente.

Um manequim pode tornar-se num auxiliar tão precioso para costurar que lhe deve dar prioridade ao considerar o equipamento do seu local de costura

Posted in Corte e Costura, Curso, Equipamento, LocalComments (0)

Iluminação Ideal Para Costurar- Natural e Artificial

Luz Natural

A luz do dia é essencial para cortar, costurar e combinar as cores. O local mais indicado para a mesa de corte é junto de uma janela, mais de forma que a sombra do seu corpo não se projete sobre o tampo. A máquina de cos­tura deve ser colocada próxima de uma janela, de preferência perpendicularmente a esta, de modo que a luz incida sobre o trabalho.

A luz em excesso é por vezes tão prejudicial como a luz insuficiente. A colocação de persianas numa janela atenuará a claridade ofuscante dos dias de verão.

Iluminação

A luz artificial deve iluminar generosamente as zonas de trabalho e deixá-las livres de sombras. Para a iluminação do teto, é preferível utilizar luz fluorescente em vez de lâm­padas comuns, pois, num espaço amplo, ela di­funde a luz mais uniformemente.  Repare, no entanto, que a luz fluorescente pode alterar as cores; as lâmpadas (luz do dia) dão uma luz neutra que permite harmonizar cores com grande rigor. Focos de luz direta ajustáveis são indi­cados para trabalhos de acabamento.

Posted in Corte e Costura, Curso, Dicas, IluminaçãoComments (1)

Escolha Um Local Apropriado Para Costurar

Um local de trabalho adequado e bem organizado é o primeiro passo para a costura bem sucedida. Seria ideal que ela correspondesse a uma depen­dência especialmente preparada e equipada para isso.

No entanto, como hoje em dia poucas são as casas que permitem esta solução, a maioria das mulheres é obrigada a aproveitar apenas um re­canto disponível.

A escolha do local

O primeiro ponto a considerar deve ser decidir onde trabalhar com o máximo de eficiência, per­turbando ao mínimo as outras atividades.

As condições básicas são espaço, luz e acesso a tomadas. Escolha um local o mais claro e alegre possível.

ESPAÇO. Uma sala de costura especialmente con­cebida para esse fim terá zonas definidas para dispor os moldes e cortar, para costurar e passar a ferro, para provar e armar, e ainda espaço dis­ponível para arrumações e que permita liberdade de movimentos.

Se tiver de improvisar um cantinho de cos­tura, procure em primeiro lugar um recanto onde possa acomodar a máquina, uma mesa de corte e uma tábua de passar e que proporcione espaço suficiente para trabalhar confortavelmente sem se sentir apertada. Se ainda lhe sobrar espaço livre, tanto melhor.

Para cortar o tecido, é indispensável uma su­perfície ampla, com cerca de 1,80 m X 90 cm no mínimo, a que se tenha acesso, se não por todos, ao menos por dois dos lados.

Em caso de necessidade, poderá ter de uti­lizar a mesa de corte para costurar à máquina; e conveniente contar ainda com espaço suficiente para manter a tábua de passar armada, para que possa ir passando a ferro à medida que vai con­cluindo as diversas fases da confecção.

Posted in Corte e Costura, Curso, Dicas, LocalComments (2)

Curso de Corte e Costura Completo

Neste curso de corte e costura você aprenderá simplesmente tudo sobre o mundo da costura, desde o item mais básico até o item mais   mais complexo. Aqui você aprenderá de maneira gradual asd técnicas fundamentais, e, com base nestas, vai explicando e desenvolvendo os diversos processos necessários à confecção do vestuário até a tomar capaz de realizar projetos com o nível de um profissional, tais como os abrangidos na confecção estilo alfaiate.

Abaixo estão os link nos quais você será direcionado para cada assunto. Fique a vontade e bons estudos.

Local apropriado para costurar

Posted in Corte e Costura, CursoComments (3)

Fotos de Máquinas de Costura Antigas

Para os colecionadores ou mesmo para quem aprecia coisas antigas está aqui uma coletânia de fotos de máquinas de costura antigas. Vejam só como estas máquinas eram a alguns anos atrás e compare como elas estão hoje.

Posted in Fotos, Máquinas AntigasComments (0)

Como Escolher a Melhor Máquina de Costura Pra Mim?

A singer oferece uma linha completa de máquinas de costura domésticas.
Saiba como escolher a melhor máquina de costura para você. Em meio de tantas opções é necessário que sejam feitas algumas perguntas para ver qual é a máquina que melhor atenderá as suas necessidades.


O que você deseja fazer com a sua máquina de costura?

É necessário pensar nas suas necessidades atuais e nas futuras pois você não vai querer adquirir um produto com as facilidades que  nunca usará ou que não tenham todas as facilidades que você irá precisar.

 

 

As peças precisam ser todas de metal?

Isso depende no que a sua máquina será usada. Algumas pessoas preferem as peças em metal por serem mais duráveis, porém é importante lembrar que elas requerem uma lubrificação constante e foram desenvolvidas para quem faz o uso frequente da máquina. Já as peças plásticas fazem com que a máquina fique mais veloz, mais barata e precise de pouca manutenção.

 

 

Preciso do braço livre? Sim ou Não?

A facilidade que a máquina que tem o braço livre oferece é tornal mais fácil as costuras tubulares como barras e punhos de camisas. Já as máquinas de base plana são aquelas que podem ser colocadas sobre uma mesa ou móvel que é mais conhecido como gabinete de máquina de costura.

 

 

Qual é o tipo de caixa de bobina ideal?

A bobina e a caixa da bobina ficam logo abaixo da agulha e são as responsáveis por garantir que a linha é laçada e forme ponto:
A Singer ter dois tipos de caixa de bobina, a caixa de bobina de metal que é parte de um sistema vertical e faz costuras de até 5mm de largura e a caixa de bobina plástica que é parte de um sistema horizontal e faz costuras de até 7mm de largura. Em todos os modelos a bobina sempre será plástica e se for trocada por uma de metal causará danos a máquina. O sistema mais usado para bordado livre é o de bonina horizontal, transparente, e oferece maior precisão e facilidade de acesso. Esse sistema foi patenteado pela Singer nos anos 50 e é utilizado pela maioria das máquinas eletrônicas que estão no mercado.

 

 

Qual o melhor sistema para casear?

Depende da sua necessidade de fazer casinhas de botões e da frequencia de uso. Existem máquinas que fazem caseado manual e você vai precisar ter mais habilidade no seu manuseio, outras que fazem a casinha em quatro passos e outras que tem o caseador automático de um passo. O importante é que a casinha fique bonita e o resultado final seja o desejado.

 

 

Quantos pontos devo ter em minha máquina?

Existem três tipos de pontos:
Utilitários, como reto para unir tecidos, pregar zíper e o ziguezague para dar acabamento.
Bainha invisível, para fazer barras de calças
Três pontinhos, para rebater elástico em langerie.

Os pontos flexiveis são utilizados para costurar tecidos elásticos como a malha e o elastano.
Pontos Decorativos que é utilizado para decorar e embelezar os trabalhos.
Todos os modelos de máquinas da singer, tem seleções de pontos diferenciados consulte no site para saber quais pontos cada modelo de máquina possui.

 

 

Que máquina borda?

Podem ser feitos bordados livres em qualquer máquina singer, os pontos usados para bordar são o reto e o ziguezague. Baixe a apostila e saiba como bordar.

 

 

Qual a posição ideal do porta carretel?

A posição horizontal é a melhor posição para o porta carretel, nesta posição o fio desliza com maior facilidade e fornece a quantidade exata para a costura e o enchimento da bobina.

 

 

Quais as agulhas certas para as máquinas domésticas?

Um conjunto de agulhas acompanha os acessórios das máquinas de costura singer, que são a referência para qualquer máquina de costura doméstica.

Agulha 11 – tecidos finos

Agulha 14 – tecidos como algodão

Agulha 16 –  jeans ou sarja.


 

Porque a qualidade dos pontos define se uma máquina é melhor que a outra?

A qualidade da máquina é determinada pela qualidade do ponto que ela produz, o resultado deve ser um ponto uniforme bem formado sem franzidos ou folgas. É importante que a máquina costure rapidamente com pontos bem formados. O sistema pressa matique da singer faz com que o pé calcador se ajuste automaticamente a espessura e textura do tecido que está sendo utilizado.


 

Quais os acessórios que acompanham a máquina?

Cada modelo possui os acessórios necessários para a execução de todas as funções da máquina. Estes acessórios acompanham a sua maquina de costura doméstica singer. Para saber quais acessórios cada máquina possui e como utilizar corretamente cada um deles obtenha estas informações através de seus manuais.


 

Como funciona a garantia das máquinas de costura singer?

A singer oferece um ano de garantia para todas as máquinas de costura domésticas, são mais de 330 postos autorizados em todo o Brasil, que oferecem o serviço de aula de manejo, consertos, vendas de acessórios e outros itens relacionados a costura. A singer tem também o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) através do telefone 0800-7022323. Você pode também passar um email através do site da singer.


 

E o fabricante de sua máquina de costura?

Conhecendo o fabricante da sua máquina aumentará a sua confiança no produto, pioneira mundial na fabricação de máquinas de costura a mais de 150 anos a singer é uma grande marca e uma empresa que proporciona um ótimo serviço para que você possa criar e se divertir no mundo da costura.


 

Afinal, qual a melhor máquina de costura pra mim?

Qual é a melhor máquina para uma pessoa iniciante ou para alguém que queira fazer petwork ou artesanato, para quem apenas necessita fazer pequenos concertos ou mesmo para quem já sabe tudo sobre costura.  Serão feitas mais  três perguntas para que você possa se decidir qual máquina é melhor para você.


1. Quais os pontos que você  realmente vai usar?

Os pontos utilitários, retos, ziguezague, costura invisível, três pontinhos para tecidos planos ou os pontos flexíveis para tecidos eláticos como o elastano e a malha ou ainda você vai precisar de pontos decorativos para embelezar o seu trabalho?

2. Pretende usar bastante o caseador?

Lembre-se que existem máquinas que fazem caseado manual automático de quatro passos e de um passo apenas.

3. Sua máquina precisa ter o braço livre ou será de base plana?

A máquina de braço livre é aquelas que podemos tirar o braço para facilitar costuras tubulares mais que pode ser usada somente sobre uma mesa ou bancada bem firme. Já a de base plana pode ser usada sobre mesa ou bancada e ainda ser colocada no gabinete da marca singer.

Posted in Acessórios, Agulhas, Bobina de Metal, Bobina de Plástico, Bordados, Braço Livre, Caseador, Dicas, Fabricantes, Melhor Máquina, Peças de Metal, Peças de Plástico, Porta Carretel, Tipos de PontosComments (1)

Página 4 de 6« Primeira...23456

CADASTRE-SE E CONCORRA A PRÊMIOS

Novos Posts por E-mail:

Digite seu endereço de E-mail::

VENDAS ONLINE

Anúncios

Categorias

Creatiblogs todos os blogs criativos
Central Blogs
Diretório de Blogs

Website is Protected By Using The WP Site Protector Plugin From : ExattoSoft.com
PHVsPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hZHNfcm90YXRlPC9zdHJvbmc+IC0gdHJ1ZTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FkX2ltYWdlXzE8L3N0cm9uZz4gLSBodHRwOi8vd3d3Lm1hcXVpbmFjb3N0dXJhLmNvbS9pbWFnZW5zL2ZvcnVtbWFxdWluYWNvc3R1cmEuanBnPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfaW1hZ2VfMjwvc3Ryb25nPiAtIGh0dHA6Ly93d3cubWFxdWluYWNvc3R1cmEuY29tL2ltYWdlbnMvY2xhc3NpZmljYWRvc21hcXVpbmFjb3N0dXJhLmpwZzwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FkX2ltYWdlXzM8L3N0cm9uZz4gLSBodHRwOi8vd3d3Lndvb3RoZW1lcy5jb20vYWRzLzEyNXgxMjVjLmpwZzwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FkX2ltYWdlXzQ8L3N0cm9uZz4gLSBodHRwOi8vd3d3Lndvb3RoZW1lcy5jb20vYWRzLzEyNXgxMjVkLmpwZzwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FkX21wdV9hZHNlbnNlPC9zdHJvbmc+IC0gPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfbXB1X2Rpc2FibGU8L3N0cm9uZz4gLSB0cnVlPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfbXB1X2ltYWdlPC9zdHJvbmc+IC0gPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfbXB1X3VybDwvc3Ryb25nPiAtIGh0dHA6Ly9qb2NhbWFxdWluYXMuY29tLzwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FkX3RvcF9hZHNlbnNlPC9zdHJvbmc+IC0gPHNjcmlwdCB0eXBlPSJ0ZXh0L2phdmFzY3JpcHQiPjwhLS0NCmdvb2dsZV9hZF9jbGllbnQgPSAiY2EtcHViLTIzODExODMzNjE0OTMyMTAiOw0KLyogbWFxdWluYWNvc3R1cmEgNDY4eDYwICovDQpnb29nbGVfYWRfc2xvdCA9ICIzMDMxNzQxMTE3IjsNCmdvb2dsZV9hZF93aWR0aCA9IDQ2ODsNCmdvb2dsZV9hZF9oZWlnaHQgPSA2MDsNCi8vLS0+DQo8L3NjcmlwdD4NCjxzY3JpcHQgdHlwZT0idGV4dC9qYXZhc2NyaXB0Ig0Kc3JjPSJodHRwOi8vcGFnZWFkMi5nb29nbGVzeW5kaWNhdGlvbi5jb20vcGFnZWFkL3Nob3dfYWRzLmpzIj4NCjwvc2NyaXB0PjwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FkX3RvcF9kaXNhYmxlPC9zdHJvbmc+IC0gZmFsc2U8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hZF90b3BfaW1hZ2U8L3N0cm9uZz4gLSBodHRwOi8vd3d3Lndvb3RoZW1lcy5jb20vYWRzLzQ2OHg2MGEuanBnPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfdG9wX3VybDwvc3Ryb25nPiAtIGh0dHA6Ly93d3cud29vdGhlbWVzLmNvbTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FkX3VybF8xPC9zdHJvbmc+IC0gaHR0cDovL3d3dy5tYXF1aW5hY29zdHVyYS5jb20vZm9ydW08L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hZF91cmxfMjwvc3Ryb25nPiAtIGh0dHA6Ly93d3cud29vdGhlbWVzLmNvbTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2FkX3VybF8zPC9zdHJvbmc+IC0gaHR0cDovL3d3dy53b290aGVtZXMuY29tPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYWRfdXJsXzQ8L3N0cm9uZz4gLSBodHRwOi8vd3d3Lndvb3RoZW1lcy5jb208L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hbHRfc3R5bGVzaGVldDwvc3Ryb25nPiAtIGRlZmF1bHQuY3NzPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fYXV0aG9yPC9zdHJvbmc+IC0gZmFsc2U8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19hdXRvX2ltZzwvc3Ryb25nPiAtIGZhbHNlPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fY2Fyb3VzZWxfaGVpZ2h0PC9zdHJvbmc+IC0gMjkyPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fY3VzdG9tX3VwbG9hZF90cmFja2luZzwvc3Ryb25nPiAtIGE6MDp7fTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2ZlYXR1cmVkX2NhdGVnb3J5PC9zdHJvbmc+IC0gU2VsZWN0IGEgY2F0ZWdvcnk6PC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fZmVhdF9lbnRyaWVzPC9zdHJvbmc+IC0gU2VsZWN0IGEgbnVtYmVyOjwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2hvbWU8L3N0cm9uZz4gLSBmYWxzZTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX2hvbWVfdGh1bWJfaGVpZ2h0PC9zdHJvbmc+IC0gNTc8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19ob21lX3RodW1iX3dpZHRoPC9zdHJvbmc+IC0gMTAwPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29faW1hZ2Vfc2luZ2xlPC9zdHJvbmc+IC0gZmFsc2U8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19sb2dvPC9zdHJvbmc+IC0gaHR0cDovL21hcXVpbmFjb3N0dXJhLmNvbS9sb2phL2xvZ29sb2phbWMuZ2lmPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fcmVzaXplPC9zdHJvbmc+IC0gdHJ1ZTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX3Nob3dfY2Fyb3VzZWw8L3N0cm9uZz4gLSBmYWxzZTwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX3Nob3dfdmlkZW88L3N0cm9uZz4gLSB0cnVlPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fc2luZ2xlX2hlaWdodDwvc3Ryb25nPiAtIDE4MDwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX3NpbmdsZV93aWR0aDwvc3Ryb25nPiAtIDI1MDwvbGk+PGxpPjxzdHJvbmc+d29vX3NsaWRlcl9jZmFkZTwvc3Ryb25nPiAtIGZhbHNlPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fc2xpZGVyX2NvbnRlbnRfc3BlZWQ8L3N0cm9uZz4gLSAxMDAwPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fc2xpZGVyX3NmYWRlPC9zdHJvbmc+IC0gZmFsc2U8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19zbGlkZXJfc3BlZWQ8L3N0cm9uZz4gLSA1MDA8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb19zbGlkZXJfdGltZW91dDwvc3Ryb25nPiAtIDYwMDA8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb190YWJzPC9zdHJvbmc+IC0gZmFsc2U8L2xpPjxsaT48c3Ryb25nPndvb190aGVtZW5hbWU8L3N0cm9uZz4gLSBHYXpldHRlPC9saT48bGk+PHN0cm9uZz53b29fdmlkZW9fY2F0ZWdvcnk8L3N0cm9uZz4gLSBJbmR1c3RyaWFpczwvbGk+PC91bD4=